http://ariscool.com/causedetail4arn
Create a free web page @ aris cool
  Did you create this page?
html . Created: 2 Nov 19 . Hits: 3

Nas Escolas Públicas Da Estônia, Alunos Pobres Se Saem Tão Bem Quanto Os Ricos

IG Jovem / O Que Rola


De uma ideia, necessidade ou desejo, nasce uma mãe empreendedora. A mudança geralmente vem acompanhada da pesquisa por um trabalho mais versátil, satisfatório ou com melhor retorno financeiro. Os resultados são abundantes: desde uma marca de sucos naturais para crianças até uma livraria especializada em autores negros. A reviravolta da arquiteta Letícia Santos, de 36 anos, tendo como exemplo, ocorreu em 2016, no momento em que sua filha, Helena, tinha acabado de completar um ano e começava a perambular na casa - e a causar aflição. “Fui comprando os móveis dela, fazendo testes, porém não gostava de nada, acabava mandando pro marceneiro”, Agências Do Sine Anunciam Mais De 140 Vagas Para a Próxima Segunda-feira No Estado .



Em meio às adaptações, utilizou sua experiência com mobiliário de Prefeitura De SP Vai Dar Bolsa Pra Docente Que Fizer Mestrado E Doutorado , área em que atuou até tornar-se mãe, pra criar um móvel seguro e que se transformasse para acompanhar o avanço de um bebê até os sete anos. Foi por isso que surgiu a Cactus Remonta, que produz kits de peças em madeira que conseguem se transformar em 10 móveis diferentes.


“Um berço, um cadeirão, dura muito pouco, só alguns meses”, aponta. Prontamente a Construindo Gente nasceu no mesmo dia que Bruno, de onze anos, primogênito de sua fundadora Flávia Mesquita, de 47. Universidade De Engenharia De Guaratinguetá Cheguei da maternidade e não tinha roupa pra usar. O meu organismo não era o de antes, nem ao menos como o da gestação”, recorda ela, montada em Moda. Poucos dias depois, Flávia prontamente desenhava os primeiros quatro modelos de blusas da marca.



“Não achava nada de diferente por aqui, além da camisola de botão. Mãe assim como de Tomás, de 7 anos, a empresária trabalha em residência, onde instalou o ateliê e o estúdio fotográfico da marca. “Não tem nada de simples, quantas vezes digitei com o Bruno em meu colo”, diz. Desta maneira, acredita em um lema: “a gente é superior do que imagina”.


Bem como com 2 filhos, Roseli Sato, de quarenta e um anos, deixou um emprego pela área corporativa para ficar mais próxima da recém-nascida Carolina, hoje com 9 anos. Paralelamente, abriu um salão de formosura, que “deu mais angústia de cabeça do que lucro” e foi comercializado em poucos meses. Uma nova ideia veio tempos depois, no momento em que preparava a celebração de dois anos da filha.


“Fazendo as coisas veio essa motivação que nunca tinha sentido”, recorda. Número De Planejadores Financeiros Independentes Tem que Desenvolver-se Em 2018 esperar seu caçula (Pedro, hoje com 7 anos) amadurecer um pouquinho e abriu, em 2012, a Com o intuito de Gente Miúda, corporação de organização de festas infantis. Ano sabático. A transformação de Isabela Gerardi, de trinta e nove anos, por sua vez, veio por não ter conseguido reverter ao mercado de serviço depois de um ano sabático dedicado a Manuela, hoje com 2 anos. “Nas entrevistas, perguntavam coisas da minha filha, se estudava em tempo integral, a respeito quem cuidaria se ficasse doente.


Queriam saber mais dela do que da minha experiência”, conta a ex-contadora financeira. Por ter tido um parto domiciliar, Isabela agora dava informações a respeito maternidade pra amigas. Desse jeito, ouviu a recomendação do marido de que poderia se tornar doula. “Sou apaixonada pelo que faço. No caso da cientista social Luciana Bento, de 33 anos, a primeira alteração veio neste momento com o desejo de ter um filho.